Invisível II

Sei de coisas que não deveria saber

Compreendo coisas…

Coisas que não existem em meu mundo

Entendo os motivos das pessoas…

Sem fazer perguntas

Vejo as coisas de um jeito diferente

Como se estivesse observando

O mundo em meu posto invisível

Vendo as pessoas em todas as suas faces

Todas elas sempre tão ambíguas

É bom ser invisível

É bom passar despercebido

Não julgar as pessoas

Compreender as pessoas

Não julgar

Sempre distante das pessoas vento

Vivendo quase a parte da realidade comum

Sendo um aliem em meu próprio muno

Esquecendo dos detalhes inúteis

Viajando dentro de minha própria mente

Quase que observando uma outra realidade…

Uma outra possibilidade

Guardando tudo que senti para se mesmo

Raramente expondo

Vivendo e esquecendo

Adeus

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s